sexta-feira, 11 de abril de 2008

modernidadedicada






*******Homenagem escrita para o aniversario de um grande amigo ,Bassáltamo, essa é a dedicatoria e tambem uma divagação sobre a modernidade que vai no livro de Flaubert com o qual presenteiei-o...Parabéns Irmão!




*******Aprecie essa obra de Flaubert
*******Pois como e cintilante obra de Baudelaire
(traz) A modernidade, Irmão!
*******Na poesia ou na ficção,
*******o contemporâneo só certifica,
*******os anseios, problemas, que ela publica.
*******Aproveite esse clássico da modernidade.
*******Jurássico, se comparado à contemporaneidade.
*******Mas o tempo não apagou sua magnitude,
*******é bom, é real, é eterno apesar de sua completude.








4 comentários:

Perdição disse...

Quadros : OST --> Do pintor russo e modernista Kazimir Malevitch.

Celine disse...

Modernidade, paixão...

Bassáltamo disse...

muito obrigado pela homenagem e o instrutivo presente.

fica na paz

alice disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.